Secretária de Agricultura de MG se reúne com lideranças do leite

Fonte: Agência Minas.


A secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, esteve nesta terça-feira (16/7) na unidade da Embrapa Gado de Leite, em Juiz de Fora (Zona da Mata). A visita à unidade de pesquisa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), teve como objetivo estabelecer uma aproximação entre o órgão federal e o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura e suas instituições vinculadas (Emater-MG, Epamig e Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA).

Participaram do encontro pesquisadores, representantes da indústria de laticínios, entidades de classe e universidades, políticos, investidores e técnicos das instituições vinculadas à secretaria. Segundo a secretária Ana Valentini, a união entre os órgãos de pesquisa é um passo fundamental para melhorar a produtividade e renda dos produtores. “Aqui, na Zona da Mata, especialmente, os produtores estão enfrentando queda na rentabilidade. Então é preciso que eles tenham cada vez mais o acesso às pesquisas e às novas tecnologias, principalmente neste momento de baixos preços dos produtos”.

Na avaliação do chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo Martins, muitos trabalhos podem ser desenvolvidos em conjunto em prol do produtor e da indústria de leite mineira e nacional. “Para isso acontecer, é importante que a secretaria seja o ponto focal e o elo entre as três entidades que operam no sistema”, avalia.

A visita também foi oportunidade de ouvir os diversos segmentos que atuam na atividade leiteira do estado. “As demandas são variadas: tributárias, do setor de regularização e relativas à adoção de mecanismos para impulsionar as exportações. Vamos levar para as equipes da Seapa (Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e avaliar de que forma podemos contribuir”, afirma a secretária.

A equipe da Embrapa apresentou o laboratório, que é o primeiro da Rede Brasileira de Qualidade do Leite (RBQL). Segundo o chefe-geral, Paulo Martins, o laboratório recebe amostras de produtores e certifica a qualidade do leite. “Por lei, todo produtor tem que fazer isso, pelo menos uma vez por mês. E desse trabalho a gente tira sugestões de políticas públicas para o Ministério da Agricultura”, explica.

Ana Valentini também visitou o “Escritório de Soluções”, espaço onde a equipe de pesquisadores faz a prospecção das demandas apresentadas pela sociedade, produtores e indústrias e desenvolve soluções para a sociedade. Segundo Martins, esse trabalho é o inverso da lógica da pesquisa. “Em vez de o pesquisador propor o que ele acha que é conveniente, nós começamos perguntando para a sociedade o que é necessário ser feito e procuramos dar as respostas para essas demandas”, finaliza.

Publicado: 18/07/2019 por COOASAVI

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER!