MILHO / CEPEA: Progresso de colheita e ausência de compradores enfraquece cotações

Fonte: Cepea - Esalq/USP.


Com o avanço da colheita, a perspectiva de alta disponibilidade de milho nas próximas semanas tem pressionado as cotações no mercado interno desde o início de julho. Apesar de os preços externos também estarem em queda, a movimentação nos portos brasileiros voltou a aumentar nos últimos dias, influenciada pela competitividade e pela disponibilidade do cereal brasileiro.

Por outro lado, o ritmo aquecido das exportações tem limitado as quedas dos preços domésticos. No geral, conforme colaboradores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea - Esalq/USP), compradores postergam as negociações de novos lotes, na expectativa de melhores oportunidades de comercialização nas próximas semanas, enquanto vendedores priorizam a entrega dos lotes já vendidos.

Em Campinas (SP), região referência para o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, novamente compradores se mantiveram afastados na maior parte da semana. O Indicador fechou a R$ 36,88/saca de 60 kg, na sexta-feira, 19, queda de 0,9% frente ao do dia 12.

Publicado: 22/07/2019 por COOASAVI

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER!