Diretor da SNA avalia impacto do Coronavírus na cadeia produtiva do agronegócio

Fonte: Doutor Agro.


A disseminação do novo Coronavírus está causando um grande impacto nas variáveis macroambientais que afetam toda cadeia produtiva do agronegócio no Brasil e no mundo. Além dos efeitos na saúde, o ambiente de pandemia está provocando a restrição da circulação de pessoas e mercadorias, mudanças nos padrões de consumo e alteração nos fluxos dos setores de distribuição e serviços.


Diante desse cenário, o diretor técnico da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e professor de Administração da Universidade de São Paulo (USP), Marcos Fava Neves, divulgou, em seu canal no YouTube (Dr. Agro) uma análise do impacto do Covid-19 nos setores político-legal, econômico e sócio-cultural, que influenciam de forma considerável a agropecuária.


Especialista em planejamento estratégico do agronegócio, Fava Neves afirma que “estamos passando por alterações macroambientais sem precedentes nos últimos 30 anos”, e que “esse impacto gera tanto crises como oportunidades”.


Ambiente político-legal


No ambiente político-legal, o diretor da SNA destaca que a disseminação do Covid-19 traz vários impactos negativos, como a imposição de restrições de liberdade e movimentação, interrupção e alteração nos canais de produção, distribuição e consumo (nestes últimos casos, supermercados e delivery ganham a preferência, em detrimento dos restaurantes), aumento dos gastos com saúde, além de crises políticas que podem atrasar as reformas necessárias para o País.


Por outro lado, acrescenta ele, “toda essa situação de crise mundial poderá levar ao aceleramento das reformas no Brasil, e é por esse caminho que eu gostaria que as coisas andassem”.


Economia


No setor econômico, Fava Neves chama a atenção para um cenário “que irá impactar no crescimento do PIB mundial e brasileiro, com fuga de capitais, desvalorização de ativos, encarecimento dos insumos em dólar e crise de confiança”.


Por outro lado, diz ele, “deveremos observar menores taxas de juros, menor gasto de energia, com queda de preços e custos, fretes mais baratos, bem como o aumento de receitas de exportação com a desvalorização do real”.


Fava Neves afirma ainda que um dos setores mais impactados será o de serviços, incluindo supermercados, restaurantes, hotéis, entre outros.


Mudanças sócio-culturais


Para o diretor da SNA, a diminuição da circulação das pessoas em razão do Coronavírus provocará mudanças sócio-culturais, como o aumento do consumo no lar, forçando a maior convivência familiar e a retomada dos hábitos de cozinhar em casa.


“Há uma necessidade de maior educação sanitária, com melhores hábitos de higiene, aprendizagem para o trabalho e educação a distância, bem como o aumento do engajamento e do coletivismo”.


“Estamos vivendo um momento de conscientização em toda a sociedade, que nos levará a aprendizados para o futuro”, conclui o especialista.


Assista ao vídeo completo aqui.



Publicado: 17/03/2020 por COOASAVI

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER!