MILHO / CEPEA: Alta nos preços perde força nos últimos dias

Fonte: Cepea - Esalq/USP.


O movimento de alta nos preços do milho se enfraqueceu nos últimos dias, de acordo com pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). De modo geral, compradores têm demonstrado menor interesse em comercializar grandes lotes e aguardam o avanço da colheita da primeira safra para efetivar novas negociações.

Nos últimos dias, prevaleceu a intenção de vendedores em negociar, impulsionados pelos patamares de preços no mercado interno e/ou pela necessidade de liberar espaço nos armazéns para a chegada da safra de soja. Por outro lado, agentes consultados pelo Cepea já se atentam aos fretes, pois, com o avanço da colheita da oleaginosa, a oferta de frete para o milho deve diminuir.

Na região de Campinas (SP), o Indicador  SALQ/BM&FBovespa recuou 0,5% de 24 a 31 de janeiro, fechando a R$ 51,16/sc de 60 kg na sexta-feira, 31.

Publicado: 03/02/2020 por COOASAVI

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER!