Coronavírus de bovinos não é transmitido a seres humanos

Fonte: Jornal Valor Econômico / via Milk Point.


Tendo em vista a confusão gerada pelo fato de o rebanho bovino poder ser acometido por um coronavírus chamado BCoV, pesquisadores do Instituto Biológico, ligado à Secretaria da Agricultura de São Paulo, esclarecem que esse vírus é diferente da covid-19 e não é transmitido para seres humanos a partir de contato com animais doentes ou do consumo de sua carne e outros subprodutos.


“O BCoV traz prejuízos econômicos ao produtor, seja na pecuária de corte ou leite, por causar diarreia neonatal em bezerros e disenteria de inverno em bovinos adultos, associado em alguns casos com doenças respiratórias, segundo pesquisadores do IB. Já a Covid-19, causada pelo Sars-CoV-2, se restringe a transmissão entre humanos, embora já tenha sido identificada a presença desse agente em cães, gatos, tigres e leões, sempre associado à transmissão do homem para os animais”, informou a secretaria.


“Os coronavírus animais são espécie-específicos, ou seja, cachorro acomete somente o cachorro, gato somente o gato e assim por diante. Dessa forma, os bovinos também são acometidos por coronavírus, nesse caso denominado de BCov", explica Liria Hiromi Okuda, pesquisadora do Instituto Biológico, em comunicado.


Segundo Liria e a também pesquisadora Adriana Hellmeister de Campos Nogueira Romaldini, “o BCoV pertence à família Coronaviridae, gênero Alphabetacoronavirus enquanto o Sars-CoV-2, pertence ao gênero Betacoronavirus. Distribuído mundialmente, o BCoV é considerado endêmico e sua frequência é influenciada pelos sistemas de criação e tipo de exploração, sendo que os manejos intensivos propiciam maior taxa de transmissão entre os animais”.

Publicado: 12/05/2020 por COOASAVI

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER!