IBGE: confirmada menor queda na captação no 2º Tri de 2020

Fonte: Milk Point.


O IBGE divulgou nesta quinta-feira, 10/09, os dados finais da Pesquisa Trimestral do Leite, referentes a captação no segundo trimestre de 2020. A prévia, divulgada em meados de agosto, apontava para uma redução de 2,9% em relação ao mesmo trimestre de 2019, porém, os dados finais demonstram uma redução menos acentuada na captação de leite neste período, com variação de -1,7%. Em relação ao trimestre anterior, a redução na captação foi de de 9,3%.


Um ponto importante a ser ressaltado é que as informações divulgadas do IBGE referentes ao 1º Trimestre foram um pouco modificadas em relação à última liberação oficial dos dados – antes o volume captado apresentava um crescimento de 1,8%, que passou a ser de 2,4% nesta nova divulgação. O gráfico 1 mostra a evolução da variação do volume captado em um trimestre, em relação ao ano anterior.


Gráfico 1. Captação formal: variação em relação ao mesmo trimestre do ano anterior






Fonte: Elaborado pelo MilkPoint Mercado baseado em dados do IBGE.


Como indicado pela divulgação dos dados preliminares, maio e junho foram os meses que apresentaram maior redução em comparação com o ano anterior. Em maio/2020, a captação foi 3,2% inferior ao registrado no mesmo mês de 2019 e, em junho 3,6% menor. A redução de volume nestes meses pode estar relacionada com instabilidades climáticas no sul do país, que podem ter prejudicado a produção de leite.


Outro ponto importante a ser ressaltado é a rentabilidade do produtor no 2º trimestre. O aumento do custo de ração – que chegou a ser de 26% superior em comparação com o mesmo período de 2019, decorrente da alta dos preços dos grãos – resultou em uma retração da rentabilidade dos produtores de leite ao longo do período analisado. O indicador Receita Menos Custo de Ração, calculado pelo MilkPoint Mercado, foi 20% menor no 2°T/2020, em relação ao 2°T/2019, como mostra o gráfico 2. Esse cenário impactou na redução da produção de leite e na menor captação de leite pela indústria.


Gráfico 2. Evolução do indicador Receita Menos Custo da Ração (RMCR)






Fonte: elaborado pelo MilkPoint Mercado com base em dados do DERAL/SEAB/PR e do Cepea – deflacionados pelo IGP-DI.


Ao analisar a captação de leite entre as regiões do Brasil, o Norte e o Nordeste foram os únicos com variação positiva em relação a 2019: 7,8 milhões de litros (+3,3%) e 36,4 milhões de litros (+9,4%) a mais, respectivamente. Embora, com redução de 0,9%, o Sudeste foi a região com maior volume captado, de 2,3 bilhões de litros; seguido por Sul, com 2,0 bilhões de litros (-3,6%); e Centro-Oeste, com 719 milhões de litros (-6,6%).


Publicado: 10/09/2020 por COOASAVI

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER!